30 de novembro de 2010

Amor aos pedaços...

Amor não é uma fórmula que se adquire numa qualquer prateleira do supermercado, não é um prato cozinhado que se compra na churrasqueira da esquina… é uma espécie de puzzle que vamos construindo aos poucos, com o passar do tempo, e podemos não acertar à primeira, nem à segunda, mas o que é válido é não desistir… seria bom, se pudessemos escolher o nosso amor como fazemos as compras da despensa lá de casa… uma mente que fosse igual à nossa, que tivesse os mesmos sonhos, às vezes batemos de frente com ela, mas vem embrulhada num papel que não condiz, ficando a faltar algo… alguém que sente como nós sentimos, tão profundamente, que parece completar-nos quando suspiramos, mas afinal, algo não batia certo porque também este vinha numa caixa que em tudo diferia da nossa, não encaixava no nosso puzzle… e um dia mesmo sem acreditar no que vem por fora, porque o exterior podemos dizer que não conta mas encher o olho (sim, porque os olhos também comem!...) alguém condiz connosco, e em tudo parece encaixar do lado do nosso eu, e aí há um longo caminho a percorrer, na distância certa dos limites da liberdade de cada um, uma longa estrada de obstáculos a saltar, e de mão dadas chegar ao fim da viagem, e pensar que tudo valeu a pena ser vivido, sentido, construído…

5 comentários:

Malu disse...

Menina, o AMOR é tantas coisas, principalmente aquelas que não conseguimos teorizar... definir...
Um beijinho pra você

Sonhadora disse...

Minha querida

Quandi se encontra um amor assim...é eterno, mas é tão difícil, adorei o texto muito terra a terra.
Tenho selinho no meu blogue, gostaria de oferecer-te.

deixo o meu carinho e um beijinho
Sonhadora

chrysaliis disse...

ai o amor... que tudo nos dá.. tudo nos tira...

Encontrar a pessoa perfeita é utopia.. nós também não o somos... portanto, o melhor é tentar viver com o que de melhor tem cada um...

:*

Luz disse...

Amiga,
Adorei este teu amor aos pedaços!
Como estás certa nas tuas palavras sobre o amor, algo que dizemos a nós mesmos que não vamos teorizar, mas a verdade é que teorizamos, porque no amor a razão também tem o seu lugar, não adianta negar..., deixemos correr sempre com os pés assentes!

Bjo :)

Sofia disse...

Eu acho que além de conseguirmos lisar uma séria de caracteristicas, pormenores e traços que sabemos que gostamos de encontrar no outro nunca seria tão belo ir ao supermercado buscar o "pacote" perfeito porque sei que nos podemos surpreender pela positiva com coisas que nem sequer nos lembramos de sonhar e a realidade consegue ser bem melhor que os sonhos às vezes. Beijos :-)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...