11 de março de 2011

Oh... doce salvação!

Oh… vida!
Esculturas rabiscadas nas sombras do sol
Dos ponteiros de um relógio parado
No tempo, e no espaço sideral
Nos segredos narrados nos teus lábios
Nas promessas malditas por cumprir
E lançados em suspiros da morte!
Oh… engano indecente!
Que lavras com tinta do meu coração
Este chão sem cor…
Num sopro de fantasia irreal
Busca em mim, em cada pedaço meu
A glória de outros caminhos mal traçados
Asfixiados entre os meus dedos
Quão espinhos de sangue
Na harmonia das palavras desditas pelos Deuses!
Oh… morte anunciada!
Quão longe vai a tua sorte
Lançada em sussurros nos meus ouvidos
Neste limbo da vida ensolarada
Pasma de acoites, cheia de vazios sem fim
Como náufragos em oceanos revoltos
Assolados pela má sorte, consumidos pela dor
Mergulho de olhos abertos num feitiço encantado
Da tua voz dócil entrelaçada na minha
Nas ondas que florescem no teu olhar!
Oh… cadência infinita!
Distante da minha afeição
Recua no tempo, e faz-me tua
Sem dor, sem pudor, sem perdição
Num bálsamo piedoso
Enxovalhado pelo perfume das rosas
Do toque das tuas mãos nas minhas
Na pureza das lágrimas invertidas
Esgotadas em versos desfeitos!
Oh… senhora do mundo!
Lançada na arena da vida
Guerreira de espada em punho
Corta-me ao meio, e entrega-me ao sonho
Nesta imortalidade de desdém
Que paira no ar… na neblina dos dias
Cumpra-se a profecia, acorda-me das sombras
E diz-me que nasci dentro do teu peito!

7 comentários:

Secreta disse...

Bemmmm! Adorei!
Tremendamente intensas as palavras.
Beijito.

Moonlight disse...

Querida Sus,

...uauuuuuuuuuuuuuuu!Que intensidade de sentimento em cada palavra!
Da musica essa não têm comentarios,é uma das minhas preferidas assim como outras deles!
(Pena que não se dê o devido valor aqueles que têm tanto valor para ar á nossa cultura musical,enfim!)

Bjinho cheio de luar

Hugo de Macedo disse...

...bem, mas que texto...!

Fabuloso!

Rolando Palma disse...

Não sei se alguém nasce dentro do peito de outrém... talvez as almas gémeas, sim... mas vou acreditando que os sonhos se partilham, que a magia das palavras contagia e que nas entrelinhas, até os sorrisos podem ser cumplices.

Tudo de bom para ti,

Keyti Lima disse...

Gostei do seu blog, tem boas mensagens, lindas imagens,parabéns!
me segue tbm....bju

continuando assim... disse...

esculturas ...enxovalhadas ...:)
gostei
bj
teresa

chrysaliis disse...

Bem, bem, bem ... :)

Retenho as últimas 8 linhas

"Oh… senhora do mundo!
Lançada na arena da vida
Guerreira de espada em punho
Corta-me ao meio, e entrega-me ao sonho
Nesta imortalidade de desdém
Que paira no ar… na neblina dos dias
Cumpra-se a profecia, acorda-me das sombras
E diz-me que nasci dentro do teu peito!"

Gostei :)))

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...