10 de junho de 2011

Republicando!

 
 À flor da pele!


“És tu… eu sei!”

De olhos vendados
Viajo no escuro
Na penumbra das sensações
Nas palavras por dizer
Nos intervalos do silêncio
Nas fantasias geradas
No conhecimento das almas
Nas apalpadelas geradas
Pelas sensações à flor da pele
Cega…
Sem rostos ver
Sentindo com as mãos
Ouvindo os sons do silêncio
Dançando com o corpo
Eclodindo num transe sem químicos
Numa liberdade sem limites
Deixo-me ir!…

Esta imagem foi retirada daqui com a devida autorização da dona


De coração endurecido
me encontrava olhando o horizonte
as marcas do passado…
escondida, brincava com palavras, frases
desejos e sonhos…
entre vidas cruzadas no espelho da imaginação
num anseio de um dia te encontrar!
Fecho os olhos por instantes…
e em lapsos de tempo
sinto os suspiros da tua voz
quente e doce
num discurso de sedução arrepiante!
Nas incertezas do futuro
sonho unir a tua alma à minha
e transformar o presente
numa tentação irresistível de prazer
e deixar o vento soprar… baixinho…
em tom de segredo a mais bela canção,
tocada pela areia fina da fantasia
de estar em teus braços
sentir o calor do teu corpo
num sussurro de paixão
simplesmente dar-te a mão!


Hoje deixo aqui dois poemas que já foram feitos há algum tempo e oferecidos a duas pessoas muito especiais para mim, mas devido a estarem num espaço fechado por mim, volto a publica-los de novo aqui para todos, valorizando as devidas fontes de inspiração (link está no título de cada poema), com as fotos também das postagens originais

4 comentários:

BlueAngel disse...

:****************************

Malu disse...

Dois poemas muito sensíveis e intensos como todos os demais que publicas aqui, amiga!
Está em ti as palavras que deixas nestas páginas.
Abraços

A Palavra Mágica disse...

Sus,

Palavras que saem do coração são assim, sensíveis e sinceras.

Um beijo!
Alcides

PnS disse...

Amiga,
Sabe sempre bem recordar as tuas palavras e sentidas emoções.

Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...