23 de fevereiro de 2012

Sonho (im)perfeito!

Embriaguez cortante de amor em vão
Talhada em ti, na ponta dos meus dedos
Afogada nas lágrimas em desespero
Corro, quebrando feitiços, atravessando pontes
Vencendo medos, ingerindo venenos
Sem ti… sozinha
Dançando no negro das horas por vir
Enamorada pelo feitiço do teu olhar
Num beijo perdido no infinito…
Agarrada às esperanças desenhadas pela tua mão
Leves carinhos na minha face sofrida
Mãos que afagam a lágrima que escorre lentamente
Puro deleite em submissão de corpos
Luz que encandeia o olhar meu
Soterrado no teu sagrado e belo corpo
Moldura da alma perfeita, aquela que foge ao meu toque
Ao meu veneno, ao meu deslizar sombrio
Da boca que te oferece desejo ruborizado
(En)Canto melodioso gravado em acordes de cetim
Trocas de cicatrizes, misturas e fusão de cheiros…
Entranhados na memória, aquela que perfizemos um dia
Na sombra do sol...
Promessas…
Semeadas em traços rectos, em contra curvas delineado
De sonhos quebrados, de barreiras derrubadas
Constantes dores mastigadas pelo destino
Numa avalanche sem fim!

1 comentário:

João disse...

Inspiraste-me. Vou escrever. Obrigado! ;-)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...