20 de outubro de 2010

Voltar a ser...

Desenho-te na ponta dos meus dedos, onde mora a saudade e o desejo… longe do olhar perdido, na imensidão das horas mortas, dos minutos contados no tempo esquecido, na esperança vã de te voltar a ter, e sentir… percorro-te por entre as letras do infinito, em acordes tacteados pela emoção deixada pelos gritos da tua voz, pelo toque silencioso das palavras incendiadas de paixão… fecho os olhos e sinto-te nos beijos que deixaste suavemente espalhados pelo meu corpo, num arrepio único de prazer, esperando alcançar o sonho distante da imaginação… acordaste em mim vozes adormecidas do passado descolorido, e na alma plantaste de novo uma vontade de voltar a voar sem limites na magia de apenas ser, esquecendo-me de acordar…

2 comentários:

Miguel disse...

se pudessemos tantas vezes simplesmente esquecermo-nos de acordar.

Sus disse...

Miguel,
Seria bom, mas a vida não permite... senão passa e ficamos para trás.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...