6 de julho de 2011

Segredos... ruídos da alma!

Oh! Indolência divina! Qual sonho de perdição!
Prostro-me diante da tua beleza
Infame, de vestes encarnadas
Exultai o corpo, cansado, exausto, perdido
De pisar as chamas do pecado
Temeria tua mão…
Se não fosse eu tão casta e virginal
Arrancando ao corpo, os desejos insanos
Das promessas (in)cumpridas
Que ardem nas labaredas do inferno
Qual Anjo incauto! De beleza tamanha!
De alma mais pura que a água
Em que me banho…
São meus dedos o sangue que percorre
Essa seiva que te lateja no corpo
Que bebo sofregamente do cálice da vida!
Enganas-me com esses olhos!
Negros como a noite, onde os sonhos vão (re)pousar.
Doce perdição, qual pecado sorvido
Nas entranhas devoradas pelo prazer…
Ai! Como estremeço ao ouvir a tua voz…
Qual melodia de Arcanjo!
Que me suga e esfolha o ser, pétala por pétala
Rasgando o véu da inocência lasciva
Num múrmurio lânguido de (des)amor
Desenhado no vermelho dos lábios
Suplicando ansiosamente por um beijo meu
No aconchego da minha mão entre as tuas...
Abres-me as pernas, como pórticos do Éden
e serves-te do repasto divino!
Mata-me! Nesse recanto escondido…
Onde foges para chorar a tua dor
Vinde! Que te sonhei outrora!
Por entre lamentos e gemidos
Nesse medo voraz que se alimenta de segredos!


Participação no tema de Julho

5 comentários:

Lost Soul disse...

Excelentemente bem escrito, puro goticismo!

bem haja o Samyaza que deu essa sensação ao corpo humano!


beijo



ps: adoro Lorena...tenho tudo dela!!!!

N. Barcelli disse...

Gostei deste e dos outros poemas que li.
Tens talento.
Um beijo.

Mz disse...

Muitos segredos passam pelos desejos carnais, nem sempre pecaminosos.

Natália Augusto disse...

Longo e belíssimo poema que transpira emoções e desperta os sentidos do eu poético e do leitor.
Consegui ver o encontro dos amantes e imaginar os seus segredos... Lindo!

;-)

Dayse Sene disse...

Achei lindo, encantador o seu texto.
Principalmente nessa parte, que diz: "Rasgando o véu da inocência lasciva
Num múrmurio lânguido de (des)amor
Desenhado no vermelho dos lábios
Suplicando ansiosamente por um beijo meu
No aconchego da minha mão entre as tuas...
Abres-me as pernas, como pórticos do Éden
e serves-te do repasto divino!"
Esse segredo, esse aconchego, esse querer... nos alimenta realmente de um desejo intenso.
Uma ótima noite.
Um grande abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...